A Prefeitura de Maricá realiza, até dia 21/12, o 1º Seminário de Atenção Primária à Saúde com o objetivo de discutir o trabalho desenvolvido nas unidades básicas da rede municipal. Reconhecido pelo Programa Estadual de Financiamento da Atenção Primária à Saúde, o município foi avaliado no 4ª lugar como melhor prefeitura no segundo quadrimestre de 2021 entre as 92 cidades do Estado pelos serviços prestados na atenção primária.

Os principais destaques apontados pelas equipes foram os indicadores de cobertura vacinal das crianças, a primeira consulta odontológica, além do índice de satisfação dos usuários de cada estabelecimento, ambos igual ou superior à meta de 80%.

Maricá tem 98% de cobertura na rede primária

A Estratégia Saúde da Família em Maricá tem 98% de cobertura da população. Atualmente o município possui 24 estabelecimentos de Atenção Primária em funcionamento, organizados com 54 equipes de Saúde da Família, seis equipes de Núcleo Ampliado de Saúde da Família, 19 equipes de Saúde Bucal e uma equipe do Consultório na Rua. Além disso, possui os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) Álcool e outras Drogas, CAPS 2 e o CAPS Infantil. A cidade também conta com duas residências terapêuticas.

Sobre o seminário

O seminário foi dividido em duas etapas, na quarta e quinta-feira (dias 15 e 16/12), reunindo equipes das Unidades de Saúde da Família (USF) Ponta Negra, Bambuí, Espraiado, Guaratiba, Cordeirinho, Barra, Ubatiba, Retiro, Mumbuca, Central, Bairro da Amizade, Ponta Grossa, Inoã 1 e São José 1 e 2.

A segunda etapa acontece no dia 20/12, com participação das unidades do Barroco, Recanto, Jardim Atlântico, Minha Casa Minha Vida de Itaipuaçu, USF Santa Paula, Chácara de Inoã e Inoã 2 – e no dia 21/12, com os equipamentos da Saúde Mental e do Consultório na Rua. O seminário acontece no auditório do Campus de Educação Pública Transformadora (CEPT), na Rua Professora Zilca Lopes da Fontoura, no Centro.

“A ideia é fazer uma autoavaliação, visto que cada equipe demonstra o alcance dos seus objetivos, os problemas encontrados e as propostas para a melhoria dos resultados”, afirmou a coordenadora da Atenção Primária à Saúde, Shirley Linhares.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here