Projeto completou quatro anos no último sábado e reuniu cerca de mil pessoas em São José - Foto: Clarildo Menezes

Criado e mantido pela Secretaria de Esportes, o projeto “Viver Bem” – que busca a qualidade de vida através de atividades físicas e alimentação adequada – completou quatro anos no último sábado (06/05). A comemoração aconteceu na quadra do Dínamo (em São José do Imbassaí) com atividades para os participantes e convidados. Apesar da chuva, estima-se que aproximadamente mil pessoas tenham passado pelo local.

Além de participar das aulas oferecidas diariamente, como a zumba e a capoeira, quem compareceu – independentemente de sexo e idade – pode fazer a aferição de pressão arterial, a avaliação de glicose, aplicação de flúor, manicure, maquiagem, sobrancelha, corte de cabelo, bazar, pula-pula e participou de sorteios de brindes (bicicletas, pranchas de cabelo, liquidificadores, batedeira, jogo de copos, aparelhos de jantar e maquiagens). Entre os presentes estava a primeira-dama Rosana Horta, madrinha do projeto.

Moradora do bairro, Danielle Souza (31) levou os três filhos, Lucas (6), Daniel (8) e Davi (10) para cortar o cabelo. “Eles fazem aqui aulas de muay thai, jiu jitsu, futsal, percussão, violão e reforço escolar. Isso para mim é muito importante porque está tirando as crianças da rua durante e nos finais de semana”, disse. Com apenas 10 anos, a pequena Rhillary Fernandes também participa das aulas. “Quando inaugurou a casa eu entrei e acabei ficando porque achei interessante”, lembrou.

Aluno de zumba, aeróbica e treinamento funcional, Eliud Jardillo (61) era um dos mais animados. “Esses quatro anos de projeto serviram para agregar as pessoas, aproximando, tirando o jovem e o idoso de casa para ele não ficar de pijama. Vem para cá se exercitar, melhora a saúde e faz amizades”, declarou. Vera Lúcia Santos (56) concordou. “Aqui a gente esquece a tristeza, a depressão. Eu não preciso nem de dieta. Minha dieta é dançar. Tenho quatro anos aqui no bairro, três no projeto e posso dizer que nunca fui tão feliz quanto eu sou aqui, onde fiz mais amizade até que nos 10 anos que morei em Caxias”, disse.

Aos 71 anos, Maria do Carmo Jesus resumiu: “É a melhor coisa do mundo fazer parte desse projeto. A mulherada não está aqui porque não tem o que fazer em casa não. Tem sim, nós somos gente, estamos vivas. Então a gente tem que arrumar tempo para fazer todas as coisas”, teorizou. Já Ivania Lima (49) convidou: “Eu aconselho a todos que participem porque é muito saudável, melhor do que ficar em casa. A gente movimenta o corpo e alivia a alma. E tem atividades para toda a família”, concluiu. Um café da manhã, distribuição de pipocas, cachorros-quentes, bolo e shows com Bruna Mendes e Marcela e o grupo Samba.Com também animaram a festa.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here