Educação em Saúde promove oficina de prevenção às drogas

0
673

A coordenadoria de Educação em Saúde, da Secretaria Municipal Adjunta de Saúde de Maricá, promoveu nesta quinta-feira (03\09), no  CAIC Elomir Silva, em São José do Imbassaí, uma oficina de prevenção às drogas. A oficina faz parte do programa "Saúde na escola", que inclui outros temas pertinentes à adolescência, como Sexualidade, Gravidez Precoce, entre outros. Acompanhado do responsável pelo programa, Gilson Andrade, e pela coordenadora pedagógica do CAIC, Fabiana Bonfim, o oficineiro Pedro Victorino, trabalhou com as turmas do 8º ano do Ensino Fundamental.

Pedro Victorino dividiu a classe em três grupos, para melhor resultado da oficina. Usando linguagem coloquial, conseguiu a interação da turma em relação aos temas abordados. Falou sobre drogas lícitas (tabaco e álcool) e ilícitas (maconha, crack, cocaína, loló). Foram explicados os efeitos de cada substância no corpo humano. Segundo Pedro, a definição de droga é: "toda substância não produzida pelo organismo, que provoca alteração de sensação ou entendimento (prazer, euforia, tristeza, depressão), provocando dependência de seu uso".

"O usuário é aquele que experimentou ou usa a droga uma vez ou outra. O dependente é o que não pode viver sem ela. Além disso, a dependência crônica gera doenças, como o câncer do pulmão (uso do tabaco), cirrose (uso do álcool), alucinações (uso do crack, cocaína, maconha, e outras). Nenhuma forma ou uso de droga é seguro", completou.

Segundo Pedro, os remédios também são drogas (comprados em drogarias), mas, por serem dosados por profissionais médicos para um determinado fim, via de regra, não provocam dependência. "As outras drogas, lícitas ou ilícitas,  causam dependência e desordem física e mental na vida de quem as usa, além de gerar problemas para a família, e de saúde pública e econômica para o governo. A grande maioria dos viciados em crack, por exemplo, é de população desempregada, sem expectativa de vida", completou.

Foram realizadas atividades como a formação de versos com a palavra Drogas (acrósticos). Um deles foi traduzido como: (D) estino (R) uim (O) nde (G) randes (A) migos (S) e vão. Alguns estudantes deram depoimentos espontâneos sobre situações vividas em relação às drogas, com parentes ou amigos. 

Prevenção

Pedro ainda alertou sobre o crescente avanço das drogas no drogas no país: "É preciso que o adolescente tenha conhecimento do que se passa à sua volta, e se prevenir para fazer a escolha certa. A idade de vocês é de formação, de experiências, por isso são mais tentados ao mundo das drogas", enfatizou.

A aluna Laryssa Guimarães, 16 anos, comentou que um amigo entrou em delírio quando usou drogas em uma balada. "Temos que tomar cuidado ao irmos a esse tipo de festas. Precisamos mais destas palestras, para sermos esclarecidos quanto a essa situação", avaliou. O presidente do Grêmio Estudantil "Guerreiros do Amanhã", Álvaro Andrade, 17 anos, considerou a “oficina importante, pois é uma forma de entender o perigo que se corre com o uso das drogas".

A coordenadora pedagógica Fabiana Bonfim, declarou que a palestra "foi um alerta sobre a realidade, funcionando como prevenção ao uso e abuso das drogas, perigosas e prejudiciais à vida de qualquer um", concluiu.