Pedra do Silvado é a trilha de sábado do Circuito Ecológico

0
811
Com seis horas de duração e muitos trechos de subida, o percurso é considerado pesado

A Pedra do Silvado, na região rural de Maricá, é a trilha deste sábado (01/08) do Circuito Ecológico, projeto da Secretaria Municipal Adjunta de Turismo. Com seis horas de duração e muitos trechos de subida e "escalaminhadas" (quando é necessário o auxílio das mãos), o percurso é considerado pesado e não é recomendado para pessoas que têm medo de altura, já que é o segundo ponto mais alto do município, com 640 metros de altitude. No cume os participantes terão uma visão panorâmica do litoral da cidade e das montanhas que dividem Maricá com os municípios de Itaboraí e Tanguá. O passeio é gratuito e as vagas são limitadas.

As inscrições são feitas somente na secretaria (Praça Conselheiro Macedo Soares, Centro) até sexta-feira (31/07), das 8h às 17h. Os interessados preenchem um formulário com documento de identificação, endereço e um termo de responsabilidade de que estão aptos a praticar a atividade física – o circuito não é recomendado para quem tem problemas cardíacos.

O ponto de encontro será na Rodoviária do Povo de Maricá, no Centro, às 7h30. A orientação é que os participantes usem roupas leves (preferencialmente calça comprida), calçado apropriado e chapéu, além de levar água (2 litros, no mínimo), lanche, protetor solar e repelente. Mais informações pelo telefone 3731-5094.

O Circuito Ecológico é realizado desde setembro de 2013 e reúne, em média, 30 pessoas semanalmente a partir de 7 anos de idade. A secretaria já promoveu mais de 100 passeios em 16 circuitos ecológicos da cidade – Serra do Caju (Centro); Caminhos de Darwin e Pedra de Itaocaia (Itaipuaçu); travessia Silvado/Espraiado; Pedra do Silvado; travessia Espraiado/Tomascar; Vale de São Francisco, Cascata da Lagoinha e Rio Caranguejo (Espraiado); Ponta do Fundão (Barra de Maricá); Praia da Sacristia (Jaconé); Farol de Ponta Negra e travessia Sacristia/Farol (Ponta Negra); Serra do Camburi e travessia Cassorotiba/Camburi (Retiro); além da Restinga e aldeia indígena Mata Verde Bonita (São José do Imbassaí).