Petrobras inicia restauração florestal em fazenda no Silvado

0
1103
Petrobras inicia restauração florestal em fazenda no Silvado

Ação faz parte de um programa de reflorestamento de áreas marginais a rios

Como parte do programa “Maricá + Verde”, técnicos da Petrobras iniciaram, na manhã desta quinta-feira (16/10), o projeto de restauração florestal da Fazenda Toulon, no Silvado. A ação integra a  contrapartida para  o município de Maricá por conta das obras de instalação do emissário submarino do Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro). Nessa primeira visita foram coletadas informações técnicas para elaboração do projeto nas margens dos rios Silvado e Caboclo.

A ação faz parte do projeto Banco de Áreas para Recuperação da Cobertura Vegetal, lançado no dia 21 de setembro, com um acordo firmado entre a Prefeitura de Maricá e o proprietário da Fazenda Toulon, que cedeu uma área de aproximadamente 22 hectares para o plantio de 36 mil mudas de árvores da mata atlântica. A expectativa é recuperar 30 metros de cada margem dos rios Silvado e Caboclo, o que corresponde aproximadamente a 120 mil m2 uma faixa que estenderá ao longo de 3,8 km de margens.

Segundo o subsecretário de Biodiversidade, Evandro Sathler, nesse primeiro momento a Petrobras realizou o reconhecimento de toda a área a ser reflorestada. “Foram feitas coletas de solo e a análise detalhada da área para a elaboração do projeto final, que dimensionará com exatidão quais e quantas espécies serão plantadas”, explicou Sathler. Ainda de acordo com Evandro, esse projeto será submetido à  aprovação da Secretaria Municipal de Ambiente num prazo aproximado de 30 dias.

O subsecretário comentou ainda  a importância dessa ação de reflorestamento, que contribuirá para melhorar o abastecimento de água. “O Rio Silvado é um dos responsáveis pelo abastecimento de Maricá. A Cedae capta a água logo abaixo da fazenda Toulon para distribuir por toda a cidade. Essa iniciativa vai melhor qualitativa e quantitativamente a nossa água”, afirmou.

Banco de Áreas

Evandro explicou o funcionamento dessa nova fase do projeto, intitulada de Banco de Áreas para Recuperação da Cobertura Vegetal, na qual a Prefeitura firmará um termo com os proprietários de terras para o plantio de mudas. “Todos os proprietários ou posseiros que possuem em suas terras nascentes ou cursos de rios deverão, até abril de 2015, reflorestar as margens dos rios e as nascentes, em uma faixa de 30m de cada lado. O não cumprimento a lei federal de reflorestamento poderá acarretar em multas e dificuldades no registro das terras ou sua venda”, acrescentou.

Os interessados em participar da nova etapa do programa “Maricá + Verde” devem entrar em contato com a Secretaria de Ambiente, que fica na Rua Vereador Luiz Antônio da Cunha, 428, no Flamengo. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 2637-3835.

Programa “Maricá + Verde”

Lançado em março desse ano, o programa “Maricá + Verde” tem objetivo estratégico de recuperar as áreas de preservação permanente (APP), situadas às margens de córregos e rios. Até o momento, já foram plantadas 3.524 mudas da Mata Atlântica em diferentes bairros dos quatro distritos de Maricá (Sede, Ponta Negra, Inoã e Itaipuaçu). Além do plantio às margens dos rios, algumas das ações, em parceria com as secretarias de Educação e Ação para Idosos, ocorreram em escolas privadas e públicas do município.