Blitz da Prefeitura e Câmara multa mais quatro agências bancárias de Maricá

0
881
Agência do Bradesco foi multada, novamente, em 50 Ufimas (R$ 5.657,50) por demora no atendimento

Fiscalização flagrou irregularidades no Bradesco, Itaú, Santander e Caixa

Mais quatro agências bancárias de Maricá foram multadas nesta segunda-feira (01/09) por demora no atendimento (ultrapassa o limite de 20 minutos por cliente previsto na Lei Municipal 2.478/2013), ausência de alvará de funcionamento e da autorização para instalação de placas de publicidade externa. Foram encontradas irregularidades no Bradesco, Caixa Econômica, Itaú e Santander. Esta foi a quarta fiscalização em um mês da Secretaria Municipal de Fazenda, Procon e Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal para adequar os bancos à legislação da cidade, que também determina disponibilização de assentos, banheiros e bebedouros com água gelada à população.

O Bradesco foi multado novamente em 50 Ufimas (Unidade Fiscal de Maricá), equivalente a R$ 5.657,50, por demora no atendimento. No Santander foram constatadas duas irregularidades – demora no atendimento (50 Ufimas – R$ 5.657,50) e ausência de autorização para instalação de placas de publicidade externa (20 Ufimas – R$ 2.263). Nesta última agência um fato chamou atenção: clientes relataram espera superior à uma hora e foram atendidos após intervenção dos fiscais, como o aposentado Waldemir Marchon, de 71 anos, morador de Inoã, que pegou a senha às 11h56 e fui atendido 13h05. “A fila andou depois que a fiscalização chegou”, afirmou.

No Itaú (Rua Domicio da Gama) e na Caixa Econômica, que fica em frente à Praça Conselheiro Macedo Soares, mais infrações. Os fiscais multaram cada agência em 40 Ufimas (R$ 4.526) pela falta de alvará de funcionamento e da autorização para instalação de placas de publicidade externa. “Também intimamos a gerência da Caixa para instalar, em até 15 dias, placas indicativas no banheiro de uso permitido a população”, reforça Renata Dácio, subsecretária de Atendimento e Empresarial, da Secretaria de Fazenda. Na fila da Caixa, os moradores reclamaram da falta de informações. “Preciso desbloquear o meu cartão e ninguém dá satisfação”, reclamou o aposentado Walmiro José de Almeida, de 66, que mora em Itaipuaçu.

Os fiscais da Secretaria de Fazenda também advertiram a unidade do Banco do Brasil, multada em agosto por demora no atendimento. “Vamos convocar todos os superintendentes das agências, inclusive do Banco do Brasil, para buscar melhorias na cidade, mas as fiscalizações continuam por tempo indeterminado”, reforça Renata Dácio.

O presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal, vereador Marcelo Vianna, fez uma avaliação das blitzen nas agências bancárias. “Vamos continuar esse trabalho e chamar atenção das superintendências para forçar abertura de mais agências e/ou a contratação de mais funcionários para atender a demanda de Maricá”, declarou o vereador. Outra medida necessária, segundo ele, é aumentar o horário de atendimento nas agências. “O Banco Central determina cinco horas de atendimento ao público e está em estudo à criação de uma normativa para estender esse horário até às 16h. Queremos fazer isso em acordo com as agências”, disse Vianna, que fará esta reunião junto a Secretaria de Fazenda e Procon. A comissão de Defesa do Consumidor também é composta pelos vereadores Frank Costa, Aldair de Linda, Felipe Bittencourt e Helter Ferreira.

Denúncias no Procon

As denúncias de maus serviços prestados na cidade podem ser registradas nos postos do Procon no Centro e Itaipuaçu. Segundo a coordenadora Bianca Marques Migon, a agência central, que funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, registra 120 atendimentos por mês, entre abertura de reclamações, encaminhamentos ao judiciário e orientações aos consumidores. “Conseguimos resolver 70% dos casos sem a necessidade de acionar o judiciário”, afirmou a coordenadora, lembrando que ainda não existe um levantamento de Itaipuaçu porque o posto começou a funcionar há duas semanas. “Estamos com uma equipe de plantão todas as terças-feiras, das 9h às 17h, na Central de Atendimento da Prefeitura no terminal rodoviário do distrito”, acrescentou.

Serviço:

Procon Centro – Rua Abreu Rangel, 420, sala 111 (prédio da Casa & Vídeo). Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Telefone: 2634-1342. E-mail – proconmarica@marica.rj.gov.br;

Procon Itaipuaçu – Terminal Rodoviário de Integração José Ferreira da Silva: Rua Professor Cardoso de Menezes, s/nº (antiga Rua Um). Terças-feiras, das 9h às 17h. Telefone: 2638-4982;

Comissão de Defesa do Consumidor – Avenida Nossa Senhora do Amparo, 57 (Câmara Municipal). Telefone: 2637-2105 ramal 218.