Vice-prefeito acompanha credenciamento do Programa Social Bolsa Mumbuca

0
933
Vice-prefeito acompanha credenciamento do Programa Social Bolsa Mumbuca

Representando o prefeito Washington Quaquá, o vice-prefeito Marcos Ribeiro prestigiou nesta sexta-feira (20/12) o último dia de credenciamento do Programa Social Bolsa Mumbuca, no posto volante da Rodoviária do Povo de Maricá, no Centro da cidade. Criado para o combate à pobreza extrema no município e também para estimular o comércio local, a Bolsa Mumbuca tem, até o momento, pouco mais de 2.500 famílias de baixa renda inscritas. O cadastramento, iniciado em 09/12, é a última etapa antes da implantação da Moeda Social Mumbuca, que equivale ao Real e que poderá ser usada em estabelecimentos comerciais cadastrados no projeto.
 
Para o vice-prefeito, o grande diferencial do programa em Maricá será a complementação de renda das famílias cadastradas, que receberão R$ 70 Mumbucas (R$ 70) cada. “Esse é o maior programa de distribuição de renda do município e que visa beneficiar diretamente aqueles que mais precisam de ajuda”. Até 2016, a previsão é chegar a 300 Mumbucas por família. A moeda terá recursos mensais da ordem de R$ 1 milhão para essa finalidade.
 
De acordo com o secretário municipal de Direitos Humanos e responsável pelo programa, Miguel Moraes, após o Natal, equipes visitarão as famílias cadastradas para verificar as informações fornecidas. “Na próxima semana,será analisado o material fornecido por meio de visitas a cada uma das famílias cadastradas. Depois disso, será feito o lançamento oficial do projeto e a entrega dos cartões já com o benefício”, afirma Miguel.

Quem já se inscreveu está ansioso para receber os cartões da Moeda Mumbuca. Elizângela Araújo, de 21 anos, mãe de Maria Clara, de três anos, está desempregada e não é cadastrada no Bolsa Família. Para sobreviver, ela conta mensalmente com a ajuda do seu pai. “Agradeço a Deus por ter conseguido matricular minha filha na nova creche municipal em Cordeirinho, onde ela fica o dia todo, e também por ter conseguido me cadastrar no Bolsa Mumbuca", comemora, acrescentando que o benefício trará alívio nas despesas de casa. "Vou poder comprar algumas coisas que a minha filha me pede e que eu nunca pude dar. É triste não atender ao pedido de um filho”, declarou Elizângela.
 
A moradora de Inoã Adriana Froes de Abreu, de 40 anos, é mãe de dois filhos, um de cinco e outro de um ano. Desempregada, vive dos serviços extras realizados pelo seu marido, que não ganha mais de R$ 300 por mês. “Vai ser uma ajuda e tanto. Poderei comprar comida, remédio e ajudar a pagar as despesas de casa. Um grande presente de Natal”, declarou.