Casa de Cultura de Maricá promove oficina para qualificar mão de obra

0
1356
Coordenadora do SEM-RJ comenta a importância das oficinas

A Casa de Cultura de Maricá sediou nesta segunda-feira (29.11) uma Oficina de Expografia, que recebeu funcionários de vários municípios como Bom Jardim, Cabo Frio, Silva Jardim e Rio, com objetivo de qualificar mão de obra e criar intercâmbios entre os vários museus do Estado.  Na palestra ministrada pela arquiteta Regina Carneiro, questões relativas ao potencial dos espaços culturais foram pensadas em conjunto: Como estão hoje? O que é preciso para melhorá-los? Quais as suas possibilidades?

“Reconceituar os museus a partir das novas mídias requer a criação de uma nova mentalidade entre as pessoas que trabalham em espaços culturais e daí a importância das oficinas” ressalta Lucienne Figueiredo, coordenadora do Sistema Estadual de Museus (SEM-RJ).

Subordinado à Superintendência de Museus da Secretaria de Estado de Cultura, o SEM-RJ promove visitas técnicas para diagnóstico dos acervos museológicos das cidades do interior e, conforme análise feita, recomenda oficinas sobre determinado tema. 

“Este ano, já realizamos visitas técnicas em 80 municípios, incluindo Maricá e, até o final de dezembro, teremos visitado 91 cidades”, informou Lucienne.     

O secretário municipal de Cultura, Emanuel Vieira, também destacou importância das oficinas para formar pessoal capacitado e, acima de tudo, para gerar multiplicadores de conhecimentos relacionados às diversas formas de se expor em museus.

“Nosso projeto é ir incorporando ao museu a história do município através de outras mídias em paralelo à construção de um Centro de Referência Histórica e do Museu da Pesca e, para isso, vamos precisar de um quadro mínimo de mão de obra qualificada”, comentou.

Vieira pretende trazer outras oficinas para a Casa de Cultura em 2011, entre elas: Conservação de Acervos; Elaboração de Projetos e Plano Museológico.